Honda City ganha novo visual e registra patente no Brasil

O Honda City foi lançado no Brasil em 2021, mas já recebeu uma atualização de visual na Ásia, onde estreou em 2019. As mudanças foram sutis e podem passar despercebidas para muitos. No entanto, elas já estão sendo registradas no Brasil, com a fabricante solicitando a proteção do desenho de peças como a grade dianteira e os para-choques.

As imagens foram divulgadas pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), com quatro registros diferentes: para-choque dianteiro; para-choque traseiro; e duas versões da grade dianteira, sendo que uma delas é do Honda City RS, uma versão que não é comercializada no Brasil. A entrada de ar é um dos elementos que mais sofreram alterações na reestilização do sedã, ficando um pouco maior enquanto a barra horizontal cromada foi diminuída, ficando acima do logotipo da Honda e formando uma linha com os faróis. A diferença entre as duas grades é que a variante RS tem uma grelha em forma de colmeia.

O para-choque dianteiro foi redesenhado para ganhar um vinco mais baixo do que a parte que liga os faróis de neblina, mudando também a entrada de ar central, que recebeu uma nova moldura. O para-choque traseiro foi modificado para que os refletores, antes posicionados nas bordas e na vertical, ficassem na parte inferior da peça, em uma imitação de difusor. A versão RS ainda conta com um spoiler na tampa do porta-malas.

Conteúdo deste artigo

O que mudou na mecânica e nos equipamentos?

No mercado indiano, a fabricante aproveitou a ocasião para ampliar a oferta da versão híbrida, que ainda não está disponível no Brasil. O conjunto mecânico combina um motor 1.5 com um elétrico entrega 126 cv e pode fazer até 27,1 km/litro. Antes era restrito à versão topo de linha e agora conta com uma opção mais acessível, para compensar o fim das configurações com o 1.5 diesel.

honda city1

Também ficou mais equipado, recebendo itens como controle de cruzeiro adaptativo, assistente de permanência em faixa e frenagem automática de emergência em diversas versões, até mesmo nas que têm câmbio manual. Foi além dos recursos de auxílio à condução, adotando também monitoramento de pressão dos pneus, iluminação ambiente e carregador wireless para smartphones.

Quando chega ao Brasil?

O Honda City reestilizado demorará um pouco para chegar ao Brasil. O sedã não está na lista de lançamentos previstos até o final deste ano, que conta com o inédito ZR-V, e os novos e híbridos Accord e CR-V. Como foi lançado por aqui no final de 2021, o mais provável é que fique para o último trimestre de 2024, e isso se a Honda decidir acelerar o lançamento.

Veja outros artigos parecidos com Honda City ganha novo visual e registra patente no Brasil veja todos os conteúdos da nossa categoria Notícias.

Autocars Motors

Veja também