Descubra a picape Rampage 2024, a nova aposta da Ram para competir com Ford, Hyundai e Honda

Continua após a publicidade..

A picape Rampage 2024, que foi desenvolvida em grande parte pela equipe de engenharia e design da Stellantis do Brasil, pode ter um alcance internacional e ser lançada na América do Norte. A mídia local especula que a caminhonete chegará ao mercado norte-americano logo após a estreia no Brasil e o aparecimento de protótipos em testes nos Estados Unidos reforça essa possibilidade.

A informação foi divulgada pelo site The Drive, que afirma ter recebido detalhes sobre o lançamento da Rampage nos EUA por fontes internas da Stellantis que conhecem os planos da empresa. Se confirmada a estreia, a picape de entrada da Ram terá como missão competir diretamente com Ford Maverick, Hyundai Santa Cruz e Honda Ridgeline - todas com estilo de vida e construção monobloco.

O interesse da Ram nesse segmento não é à toa. A categoria tem se mostrado bastante promissora no mercado norte-americano, com sucesso da Ford. Só em 2022, a Maverick vendeu quase 75 mil unidades por lá. Já a Santa Cruz vendeu cerca de 36 mil exemplares. Com uma ampla rede de concessionárias e tradição no mercado, a Ram não terá dificuldades em vender a Rampage.

Conteúdo deste artigo

Entrevista do ex-CEO da Ram

Em uma entrevista recente, o ex-CEO da Ram nos EUA, Mike Koval, admitiu que a marca tem interesse em entrar na disputa. “Eu adoraria trazer uma pequena caminhonete para a América do Norte", disse. O executivo negou que o modelo brasileiro seria a picape em questão, mas pode ter apenas tentado despistar a imprensa para manter o segredo até o lançamento.

Desafios para a chegada da Rampage aos EUA

Agora resta saber como será a chegada do carro Rampage às concessionárias norte-americanas. Exportar a partir do Brasil não é tão viável, já que picapes produzidas fora da América Norte pagam imposto de 25% do chamado “Chicken Tax” (ou imposto do frango, em tradução direta).

Continua após a publicidade..

O imposto foi criado há mais de 50 anos para taxar picapes e veículos comerciais produzidos principalmente na Europa e, na época, serviu como resposta às altas taxas de importação cobradas por Alemanha Ocidental e França sobre o frango exportado pelos EUA.

Para evitar os custos extras, a Ram poderá fabricar a Rampage no México (país isento do imposto), usando as linhas de montagem da fábrica de Toluca (atualmente usadas pelo Jeep Compass). A plataforma Small Wide 4x4 é a mesma nos dois veículos, o que facilita as operações e acelera a produção.

Veja outros artigos parecidos com Descubra a picape Rampage 2024, a nova aposta da Ram para competir com Ford, Hyundai e Honda veja todos os conteúdos da nossa categoria Notícias.

AutoCar

Veja também