Citroën C3 vs. Peugeot 208 com Desconto do Governo - Qual é a Melhor Opção?

Continua após a publicidade..

Com o desconto do governo nivelando o preço das versões de entrada dos hatches franceses, surge a dúvida: qual deles é a opção mais vantajosa? O Citroën C3 1.0 Feel e o Peugeot 208 1.0 Style, que compartilham plataforma, foram lançados no mesmo ano e possuem o mesmo motor, encontram-se agora em uma disputa acirrada.

Para ajudar na sua decisão, a Autocar preparou um comparativo detalhado. Vale ressaltar que é importante aproveitar essa oportunidade, pois o plano de incentivo do governo tem uma duração limitada e está prestes a encerrar.

Conteúdo deste artigo

Motor

Ambos os hatches fazem parte do grupo Stellantis, conglomerado automotivo que reúne Fiat, Jeep, Citroën, Peugeot e Ram no Brasil. Portanto, compartilham equipamentos, a plataforma CMP e motores. No caso das versões de entrada do 208 e C3, o propulsor é o 1.0 Firefly que entrega até 75 cv a 6.000 rpm e 10,7 kgfm a 3.250 rpm. O câmbio é manual de cinco marchas.

Tamanho e espaço interno

O C3 chama atenção pela altura que pode até ser confundida com um SUV compacto. Apesar de parecer grande por fora, o Citroën tem menos de 4 metros de comprimento (3,96 m) e dá uma aula de como aproveitar o espaço interno. Para ter uma ideia, o entre eixos é o mesmo do Fiat Pulse e Fastback, de 2,54 metros. Assim, consegue acomodar com conforto quatro ocupantes e ainda entrega um espaço razoável no porta-malas, de 315 litros.

Continua após a publicidade..

O 208, curiosamente, é um pouco maior do que o C3 e tem 4,05 metros de comprimento. Apesar de parecer compacto por fora, o entre-eixos é o mesmo do Citroën, o que o permite comportar tranquilamente quatro ocupantes. Isto é, desde que os viajantes da segunda fileira tenham até 1,80 m, no máximo. O banco traseiro é inteiriço e não tem rebatimento bipartido do encosto, assim como no C3. O porta-malas, no entanto, é pequeno e leva apenas 265 litros.

Equipamentos

Os hatches foram criados para públicos distintos. Isso fica claro pelo design e pacote de equipamentos. Apesar do painel colorido para atrair a galera mais jovem, o C3 é recheado de plástico duro, não tem qualquer superfície de tecido ou material macio ao toque. Além disso, algumas peças do console central parecem frágeis.

Para economizar com botões e fiação, a Citroën decidiu instalar apenas um par de teclas para comandar a abertura dos vidros de trás.

Continua após a publicidade..

O painel de instrumentos, com um pequeno mostrador digital mostra apenas a velocidade, consumo médio, hodômetros total e parcial e marcadores do nível de combustível e da temperatura do óleo do motor. Não há nem mesmo um conta-giros, embora não falte espaço. O ponto positivo para o interior do C3 fica na conta da central multimídia de 10 polegadas moderna e com interface de simples manuseio.

No entanto, não há carregador de celular por indução ou internet a bordo. Ao menos quem vai no banco de trás pode carregar os dispositivos móveis com as duas entradas USB posicionadas na extremidade do console. O C3 ainda é equipado com ar-condicionado, direção elétrica, rodas de liga leve de 15 polegadas, luzes diurnas de LED, banco do motorista com regulagem de altura, controles de tração e de estabilidade e vidros e retrovisores elétricos.

Neste quesito, o 208 ganha de lavada. O interior traz equipamentos e requinte de hatches compactos premium, como Honda City hatch, Volkswagen Polo e até as versões de topo do Hyundai HB20. O desenho do painel tem bom acabamento. É plástico, mas com materiais que agradam aos olhos e ao toque, peças prateadas e em preto brilhante.

Continua após a publicidade..

O painel de instrumentos também tem um pequeno mostrador digital e conta-giros. Já a central multimídia de 10,3 polegadas virada para o motorista tem uma pegada simplista e é fácil de usar. O único problema é que a tela trava e precisa ser reiniciada. O interior traz ainda teto panorâmico, ar-condicionado manual e carregador de celular por indução (que serve mais para manter a bateria do que carregá-la efetivamente).

A lista de equipamentos do Peugeot também oferece câmera de ré, rodas de 16 polegadas com acabamento escurecido, faróis full-LED, retrovisores e vidros elétricos e controles de tração e estabilidade.

Consumo

Embora compartilhem o mesmo motor, o consumo dos dois hatches é um pouco diferente e o Peugeot sai na frente como o mais econômico. O carro faz 9,6 km/l na cidade e 11 km/l na rodovia com etanol. Com gasolina, a economia sobe para 13,6 km/l no perímetro urbano e 15,5 km/l no perímetro rodoviário.

O C3 também não desaponta no consumo e roda 9,5 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada com etanol. Quando abastecido com combustível fóssil, faz 13,2 km/l na cidade e 14,5 km/l na estrada.

Continua após a publicidade..

Veja outros artigos parecidos com Citroën C3 vs. Peugeot 208 com Desconto do Governo - Qual é a Melhor Opção? veja todos os conteúdos da nossa categoria Notícias.

AutoCar

Veja também